Você já comeu pinhão? Conheça os benefícios e aprenda uma receita incrível - Foca na Folga


Araucária ou Pinheiro: a árvore típica da região Centro Sul do Brasil, com algumas ocorrências no Paraguai e Argentina, nos proporciona o pinhão: alimento muito apreciado por psitacídeos, gralhas e roedores, além dos animais domésticos, como bovinos, equídeos e suínos. Na alimentação humana, os pinhões representam uma excelente fonte de amido.


Nativo desde Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, pode ser encontrado de vários tipos, como o Caiová, o Pinheiro-de-macaco e o Chorão. Todos dão o pinhão, semente de um fruto muito espinhento de nome ouriço ou pinha – pela sua forma –, que contém de cem a cento e oitenta pinhões. 

Pinheiro ou Araucária. Árvore que pode passar dos trinta metros de altura proporciona a pinha e o pinhão.
  Normalmente a sua produção começa entre março e vai até o fim de maio, ainda podendo ser encontrado em festas juninas. Em alguns estados, como no Paraná, é possível encontrar variedades que dão frutos antes de março, conhecidos popularmente como Pinhas de São José.

Usos:
Muito procurado pelos turistas que viajam para a Região Sul do país à procura do frio, o pinhão pode ser consumido de diversas formas e pode ser usado para inúmeras receitas. O jeito mais apreciado de come-lo é assando na brasa em fogo de chão ou na chapa do fogão a lenha. Também pode ser cozido, frito, misturado à outras receitas, usado como farinha ou mesmo cru. 

Pinhão assado/ pinhão cru/ pinhão cozido/ pinhão frito. Foto/Montagem: Foca na Folga.

O pinhão tem alto valor calórico, com 282 kcal por 100 g de polpa; 5,3 g de proteína; 1,2 g de gorduras; 17 g de fibras; é rico em cálcio, fósforo, ferro e amido com 32% a 37%. O teor de ácido ascórbico – vita­mina C – situa-se em torno de 23 mg por 100 g de polpa. Em 100 g de pinhão há 6 g de água; 571 kcal; 10,71 g de proteínas, gorduras, com ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, colesterol – zero; e 7,14 g de carboidratos.

Fonte: DONADIO, L.C.; ZACCARO, R.P. Valor nutricional de frutas.


E para finalizar, uma receita fácil e muito saborosa pra ninguém botar defeito: Entrevero de Pinhão:

Receita saborosa de Entrevero de Pinhão. Foto: Gazeta do Povo.

Ingredientes:
Carnes variadas (pode ser bovina, de frango ou porco, você escolhe)
Couve-flor, brócolis, couve, repolho, tomate, pimentão, batata salsa, cenoura, abóbora e pinhão;


Modo de preparo:
Tempere e frite as carnes escolhidas e reserve. Asse o pinhão, cozinhe a cenoura e a batata salsa e também reserve. Refogue, primeiro, os brócolis e a couve-flor. Depois, acrescente a couve, o repolho, o tomate, o pimentão e a abóbora.
Junte a carne à combinação. Por fim, coloque a batata salsa, a cenoura e o pinhão. Misture bem e sirva.

Adaptado de RPC.

E você já conhecia o pinhão? Nos conte as suas experiências com esta semente incrível e, se tiver alguma receita, passe para gente aqui nos comentários!


Você já comeu pinhão? Conheça os benefícios e aprenda uma receita incrível



Araucária ou Pinheiro: a árvore típica da região Centro Sul do Brasil, com algumas ocorrências no Paraguai e Argentina, nos proporciona o pinhão: alimento muito apreciado por psitacídeos, gralhas e roedores, além dos animais domésticos, como bovinos, equídeos e suínos. Na alimentação humana, os pinhões representam uma excelente fonte de amido.


Nativo desde Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, pode ser encontrado de vários tipos, como o Caiová, o Pinheiro-de-macaco e o Chorão. Todos dão o pinhão, semente de um fruto muito espinhento de nome ouriço ou pinha – pela sua forma –, que contém de cem a cento e oitenta pinhões. 

Pinheiro ou Araucária. Árvore que pode passar dos trinta metros de altura proporciona a pinha e o pinhão.
  Normalmente a sua produção começa entre março e vai até o fim de maio, ainda podendo ser encontrado em festas juninas. Em alguns estados, como no Paraná, é possível encontrar variedades que dão frutos antes de março, conhecidos popularmente como Pinhas de São José.

Usos:
Muito procurado pelos turistas que viajam para a Região Sul do país à procura do frio, o pinhão pode ser consumido de diversas formas e pode ser usado para inúmeras receitas. O jeito mais apreciado de come-lo é assando na brasa em fogo de chão ou na chapa do fogão a lenha. Também pode ser cozido, frito, misturado à outras receitas, usado como farinha ou mesmo cru. 

Pinhão assado/ pinhão cru/ pinhão cozido/ pinhão frito. Foto/Montagem: Foca na Folga.

O pinhão tem alto valor calórico, com 282 kcal por 100 g de polpa; 5,3 g de proteína; 1,2 g de gorduras; 17 g de fibras; é rico em cálcio, fósforo, ferro e amido com 32% a 37%. O teor de ácido ascórbico – vita­mina C – situa-se em torno de 23 mg por 100 g de polpa. Em 100 g de pinhão há 6 g de água; 571 kcal; 10,71 g de proteínas, gorduras, com ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, colesterol – zero; e 7,14 g de carboidratos.

Fonte: DONADIO, L.C.; ZACCARO, R.P. Valor nutricional de frutas.


E para finalizar, uma receita fácil e muito saborosa pra ninguém botar defeito: Entrevero de Pinhão:

Receita saborosa de Entrevero de Pinhão. Foto: Gazeta do Povo.

Ingredientes:
Carnes variadas (pode ser bovina, de frango ou porco, você escolhe)
Couve-flor, brócolis, couve, repolho, tomate, pimentão, batata salsa, cenoura, abóbora e pinhão;


Modo de preparo:
Tempere e frite as carnes escolhidas e reserve. Asse o pinhão, cozinhe a cenoura e a batata salsa e também reserve. Refogue, primeiro, os brócolis e a couve-flor. Depois, acrescente a couve, o repolho, o tomate, o pimentão e a abóbora.
Junte a carne à combinação. Por fim, coloque a batata salsa, a cenoura e o pinhão. Misture bem e sirva.

Adaptado de RPC.

E você já conhecia o pinhão? Nos conte as suas experiências com esta semente incrível e, se tiver alguma receita, passe para gente aqui nos comentários!


0 Comentários