7 países incríveis onde o Real vale mais que a moeda local - Foca na Folga


Viajar pelo mundo e conhecer diversos países é o sonho da maioria das pessoas, mas com nosso suado dinheirinho tão desvalorizado fica um pouco difícil realizar estes desejos para algumas pessoas.

Outro fator que conta e muito é o preço das passagens aéreas, que são baseadas e alteradas no preço do Dólar, porém o que muita gente não sabe é que, se garantir as passagens, pode ir para países onde nosso Real vale mais que a moeda local, podendo, desta forma, aproveitar muito mais e se sentir um pouco mais rico – nem que seja uma vez na vida! rs.

Índia

Para quem é fascinado ou deseja se aprofundar na cultura indiana, lá é um ótimo lugar para se sentir rico: atualmente R$ 1 está valendo 18 Rupias indianas. 


Dá para gastar um pouco mais, considerando que a média das diárias por lá custam aproximadamente R$ 35 e uma refeição em uma cidade grande (que normalmente são bem mais caras) custam em média R$ 15.

Argentina

A Argentina é um lugar que, atualmente, oferece preços bem acessíveis para o turista brasileiro (atualmente, R$ 1 está valendo mais de 10 pesos argentinos).


E vale lembrar: Buenos Aires é uma cidade perfeita para ser explorada a pé, o que ajuda o turista a economizar com gastos de transporte.


Egito

Com hotéis muito baratos e atrativos de encher os olhos e o coração, o Egito é um país ótimo para quem está um pouco ‘apertado’ no orçamento e mesmo assim não dispensa conhecer um lugar fascinante.


Atualmente R$ 1 está valendo quase 5 Libras Egípcias, o que facilita muito a vida dos turistas brasileiros.
O ingresso para visitar o sítio arqueológico das Pirâmides de Gizé, por exemplo, custa 120 libras egípcias (cerca de R$ 25). Já para dormir, é possível achar hotéis, na cidade do Cairo, com diárias custando, para duas pessoas, menos de 350 libras (aproximadamente R$ 70).

Turquia

Atualmente nossa moeda de Um Real vale 1,50 Lira Turca, moeda que vem sofrendo muita desvalorização ultimamente.


Como dica de onde turistar, indicamos Istambul, claro, uma cidade enorme, com alimentação barata e de qualidade e com hospedagens acessíveis, também. Para quem estiver interessado, pesquisando bem na internet é possível encontrar tours de oito dias pela Turquia, que passam por destinos como Capadócia, Ismir e Pamukkale, por cerca de US$ 650 dólares por pessoa (aproximadamente R$ 2.450), incluindo guia, alimentação e hospedagem. Claro: exceto a passagem aérea.

Tailândia

Hoje, um real está valendo 8,12 Baht tailandês (eu não sei nem como pronuncia esse nome).
A vantagem é que lá no país asiático as hospedagens – visando a economia – são extremamente baratas e simples. Já os mais caros, por exemplo hotéis no Balneário de Phuket, custam em média R$ 80. A alimentação também é um chamativo: uma bela refeição sai por aproximadamente R$ 17.


A desvantagem disso tudo é que, normalmente, as passagens aéreas para a Tailândia são extremamente caras, partindo aqui do Brasil. Então é uma coisa para se pensar com bastante antecedência.


Bolívia

Nossos irmãos aqui do Sul, vizinha do Brasil, a Bolívia é sem dúvidas um país perfeito para brasileiros, pois somos bem recebidos, falamos um idioma parecido e é bem acessível economicamente a turistas brasileiros. 


Hoje R$ 1 está valendo 1,76 Boliviano, o que permite você andar por La Paz usando o Teleférico incrível que eles têm por lá, que custa 3 bolivianos. Já uma noite em um bom hotel de Sucre, a mais linda cidade da Bolívia, sai por cerca de R$ 150 para duas pessoas. E dá para comer muito bem em La Paz, Sucre ou Cochabamba gastando menos de 50 bolivianos (menos de R$ 30) por cada refeição.

México

Atualmente R$ 1 está valendo 4,80 Pesos mexicanos.
Atrativos por lá não faltam, a começar pela metrópole que é a sua capital de mesmo nome.
Na Cidade do México existem hotéis simples e bem localizados onde as diárias custam na média de R$ 40. 


Já a gastronomia irá pesar somente no estômago, pois uma refeição de tacos, lá na capital, custa somente R$ 10. E, se você não se sentir disposto para andar depois de comer tanto, pegue o metrô, que custa apenas R$ 1.


Vale lembrar mais uma vez que o fator mais importante na questão economia é a passagem aérea, então se planeje bem e verifique e crie alertas de preços baixos em sites de empresas aéreas. Caso possa, faça um mochilão, pegue carona, vire nômade... não importa como, apenas vá!

Não se esqueça de curtir nossa página para mais dicas, destinos e curiosidades turísticas, e boa viajem!


7 países incríveis onde o Real vale mais que a moeda local


Por favor, reserve um segundo para curtir, isso nos ajuda muito! é só clicar no botão:




Viajar pelo mundo e conhecer diversos países é o sonho da maioria das pessoas, mas com nosso suado dinheirinho tão desvalorizado fica um pouco difícil realizar estes desejos para algumas pessoas.

Outro fator que conta e muito é o preço das passagens aéreas, que são baseadas e alteradas no preço do Dólar, porém o que muita gente não sabe é que, se garantir as passagens, pode ir para países onde nosso Real vale mais que a moeda local, podendo, desta forma, aproveitar muito mais e se sentir um pouco mais rico – nem que seja uma vez na vida! rs.

Índia

Para quem é fascinado ou deseja se aprofundar na cultura indiana, lá é um ótimo lugar para se sentir rico: atualmente R$ 1 está valendo 18 Rupias indianas. 


Dá para gastar um pouco mais, considerando que a média das diárias por lá custam aproximadamente R$ 35 e uma refeição em uma cidade grande (que normalmente são bem mais caras) custam em média R$ 15.

Argentina

A Argentina é um lugar que, atualmente, oferece preços bem acessíveis para o turista brasileiro (atualmente, R$ 1 está valendo mais de 10 pesos argentinos).


E vale lembrar: Buenos Aires é uma cidade perfeita para ser explorada a pé, o que ajuda o turista a economizar com gastos de transporte.


Egito

Com hotéis muito baratos e atrativos de encher os olhos e o coração, o Egito é um país ótimo para quem está um pouco ‘apertado’ no orçamento e mesmo assim não dispensa conhecer um lugar fascinante.


Atualmente R$ 1 está valendo quase 5 Libras Egípcias, o que facilita muito a vida dos turistas brasileiros.
O ingresso para visitar o sítio arqueológico das Pirâmides de Gizé, por exemplo, custa 120 libras egípcias (cerca de R$ 25). Já para dormir, é possível achar hotéis, na cidade do Cairo, com diárias custando, para duas pessoas, menos de 350 libras (aproximadamente R$ 70).

Turquia

Atualmente nossa moeda de Um Real vale 1,50 Lira Turca, moeda que vem sofrendo muita desvalorização ultimamente.


Como dica de onde turistar, indicamos Istambul, claro, uma cidade enorme, com alimentação barata e de qualidade e com hospedagens acessíveis, também. Para quem estiver interessado, pesquisando bem na internet é possível encontrar tours de oito dias pela Turquia, que passam por destinos como Capadócia, Ismir e Pamukkale, por cerca de US$ 650 dólares por pessoa (aproximadamente R$ 2.450), incluindo guia, alimentação e hospedagem. Claro: exceto a passagem aérea.

Tailândia

Hoje, um real está valendo 8,12 Baht tailandês (eu não sei nem como pronuncia esse nome).
A vantagem é que lá no país asiático as hospedagens – visando a economia – são extremamente baratas e simples. Já os mais caros, por exemplo hotéis no Balneário de Phuket, custam em média R$ 80. A alimentação também é um chamativo: uma bela refeição sai por aproximadamente R$ 17.


A desvantagem disso tudo é que, normalmente, as passagens aéreas para a Tailândia são extremamente caras, partindo aqui do Brasil. Então é uma coisa para se pensar com bastante antecedência.


Bolívia

Nossos irmãos aqui do Sul, vizinha do Brasil, a Bolívia é sem dúvidas um país perfeito para brasileiros, pois somos bem recebidos, falamos um idioma parecido e é bem acessível economicamente a turistas brasileiros. 


Hoje R$ 1 está valendo 1,76 Boliviano, o que permite você andar por La Paz usando o Teleférico incrível que eles têm por lá, que custa 3 bolivianos. Já uma noite em um bom hotel de Sucre, a mais linda cidade da Bolívia, sai por cerca de R$ 150 para duas pessoas. E dá para comer muito bem em La Paz, Sucre ou Cochabamba gastando menos de 50 bolivianos (menos de R$ 30) por cada refeição.

México

Atualmente R$ 1 está valendo 4,80 Pesos mexicanos.
Atrativos por lá não faltam, a começar pela metrópole que é a sua capital de mesmo nome.
Na Cidade do México existem hotéis simples e bem localizados onde as diárias custam na média de R$ 40. 


Já a gastronomia irá pesar somente no estômago, pois uma refeição de tacos, lá na capital, custa somente R$ 10. E, se você não se sentir disposto para andar depois de comer tanto, pegue o metrô, que custa apenas R$ 1.


Vale lembrar mais uma vez que o fator mais importante na questão economia é a passagem aérea, então se planeje bem e verifique e crie alertas de preços baixos em sites de empresas aéreas. Caso possa, faça um mochilão, pegue carona, vire nômade... não importa como, apenas vá!

Não se esqueça de curtir nossa página para mais dicas, destinos e curiosidades turísticas, e boa viajem!


0 Comentários