Paulo Afonso, Bahia: várias surpresas no sertão - Foca na Folga

Paulo Afonso é uma cidade do extremo norte da Bahia, cortada pelo Rio São Francisco, que oferece vários atrativos naturais, destacando-se o Cânion do Rio São Francisco, a Reserva Ecológica do Raso da Catarina, a Serra do Umbuzeiro e o Cânion do São Francisco.

Apesar de estar em pleno sertão, Paulo Afonso tem uma pequena praia de água doce criada graças ao lago da represa que se encontra no local.

A cidade teve sua estrutura planejada desde sua criação com a construção da Usina de Paulo Afonso. O centro fica dentro de uma ilha artificial que foi construída com a implantação do canal da usina.

O Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso pode ser visitado através de um passeio com carro próprio e com acompanhamento de um guia. Os guias são contratados no Centro de informações turísticas da cidade. A visita inclui; Lagos, quedas d'água, cânions, vegetação nativa, pontes, túneis e toda estrutura da usina.

A Cachoeira de Paulo Afonso é formada por diversas quedas d’água que se espalham pelas rochas recortadas em plataformas assemelhando-se a imensos degraus, somando 80 metros. No local chove muito pouco, por isso na maior parte do ano o volume de água é baixo. 


Casa de Maria Bonita

A casa onde nasceu Maria Gomes de Oliveira, a cangaceira Maria Bonita, a rainha do cangaço, mulher do famoso Lampião. A casa está situada no Povoado de Malhada da Caiçara, zona rural do município, há 38 km do centro de Paulo Afonso. Lá funciona o “Museu Casa de Maria Bonita”. 


Igreja de São Francisco de Assis

A primeira igreja construída junto com o início das obras da usina, em 1949, sobre pequena colina, com estrutura feita com as pedras da região. A torre lateral esquerda com sino de bronze fica a 9 metros de altura. Na parede de fundo, imagem de São Francisco de Assis, padroeiro da cidade.


Raso da Catarina

A reserva ecológica do Raso da Catarina é dividida entre reserva biológica e indígena, com extensão de 6.400 km²; com vegetação típica de caatinga e clima semiárido, tendo temperaturas que chegam aos 40°C. Algumas famílias dos índios pankararés ainda moram no local, na região chamada Baixa do Chico, que apresenta belas formações rochosas. É possível fazer a visitação, desde que agendado com antecedência com os guias locais. 

Serra do Umbuzeiro

A Serra do Umbuzeiro é um ponto turístico aos que têm fôlego e força de vontade para chegar até seu ponto mais alto, chamado de Cruzeiro. O passeio envolve contato com a vegetação da caatinga do semiárido, belas formações rochosas de arenito, grutas, cavernas e pinturas rupestres. O alto da serra tem 536 metros de onde se tem uma visão panorâmica do município de Paulo Afonso.
 

Ponte Dom Pedro II

A Ponte Dom Pedro II é uma famosa ponte metálica que liga os Estados da Bahia e Alagoas, na BR-110, construída na década de 50, encravada no canyon do Velho Chico. É nela que os atletas liberam sua adrenalina em saltos de bungee jump, base jump e rapel*. 

 *Para a prática de saltos a partir da ponte é necessária a autorização prévia do DNIT.


O Cânion do Rio São Francisco é formado por um vale profundo, com 65 km de extensão que começa em Paulo Afonso e vai até a Barragem de Xingo. O passeio percorre 17 km da parte mais profunda do cânion com paredões de granito que chegam a 110 metros de altura e passa por baixo da Ponte Metálica.

Paulo Afonso, Bahia: várias surpresas no sertão


Paulo Afonso é uma cidade do extremo norte da Bahia, cortada pelo Rio São Francisco, que oferece vários atrativos naturais, destacando-se o Cânion do Rio São Francisco, a Reserva Ecológica do Raso da Catarina, a Serra do Umbuzeiro e o Cânion do São Francisco.

Apesar de estar em pleno sertão, Paulo Afonso tem uma pequena praia de água doce criada graças ao lago da represa que se encontra no local.

A cidade teve sua estrutura planejada desde sua criação com a construção da Usina de Paulo Afonso. O centro fica dentro de uma ilha artificial que foi construída com a implantação do canal da usina.

O Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso pode ser visitado através de um passeio com carro próprio e com acompanhamento de um guia. Os guias são contratados no Centro de informações turísticas da cidade. A visita inclui; Lagos, quedas d'água, cânions, vegetação nativa, pontes, túneis e toda estrutura da usina.

A Cachoeira de Paulo Afonso é formada por diversas quedas d’água que se espalham pelas rochas recortadas em plataformas assemelhando-se a imensos degraus, somando 80 metros. No local chove muito pouco, por isso na maior parte do ano o volume de água é baixo. 


Casa de Maria Bonita

A casa onde nasceu Maria Gomes de Oliveira, a cangaceira Maria Bonita, a rainha do cangaço, mulher do famoso Lampião. A casa está situada no Povoado de Malhada da Caiçara, zona rural do município, há 38 km do centro de Paulo Afonso. Lá funciona o “Museu Casa de Maria Bonita”. 


Igreja de São Francisco de Assis

A primeira igreja construída junto com o início das obras da usina, em 1949, sobre pequena colina, com estrutura feita com as pedras da região. A torre lateral esquerda com sino de bronze fica a 9 metros de altura. Na parede de fundo, imagem de São Francisco de Assis, padroeiro da cidade.


Raso da Catarina

A reserva ecológica do Raso da Catarina é dividida entre reserva biológica e indígena, com extensão de 6.400 km²; com vegetação típica de caatinga e clima semiárido, tendo temperaturas que chegam aos 40°C. Algumas famílias dos índios pankararés ainda moram no local, na região chamada Baixa do Chico, que apresenta belas formações rochosas. É possível fazer a visitação, desde que agendado com antecedência com os guias locais. 

Serra do Umbuzeiro

A Serra do Umbuzeiro é um ponto turístico aos que têm fôlego e força de vontade para chegar até seu ponto mais alto, chamado de Cruzeiro. O passeio envolve contato com a vegetação da caatinga do semiárido, belas formações rochosas de arenito, grutas, cavernas e pinturas rupestres. O alto da serra tem 536 metros de onde se tem uma visão panorâmica do município de Paulo Afonso.
 

Ponte Dom Pedro II

A Ponte Dom Pedro II é uma famosa ponte metálica que liga os Estados da Bahia e Alagoas, na BR-110, construída na década de 50, encravada no canyon do Velho Chico. É nela que os atletas liberam sua adrenalina em saltos de bungee jump, base jump e rapel*. 

 *Para a prática de saltos a partir da ponte é necessária a autorização prévia do DNIT.


O Cânion do Rio São Francisco é formado por um vale profundo, com 65 km de extensão que começa em Paulo Afonso e vai até a Barragem de Xingo. O passeio percorre 17 km da parte mais profunda do cânion com paredões de granito que chegam a 110 metros de altura e passa por baixo da Ponte Metálica.

0 Comentários