San Blas, um paraíso no Panamá - Foca na Folga

San Blas é um arquipélago localizado no Caribe Panamenho, que possui uma água azul-turquesa super cristalina. Com 365 ilhas paradisíacas que contam com cabanas, coqueiro e tudo o que um lugar incrível como este pode ter, você pode passar um ano todo conhecendo as ilhas sem precisar repetir nenhuma.
O arquipélago de San Blas está na costa atlântica, no Mar do Caribe, no norte do Panamá, e pertence à tribo indígena dos Kuna Yala, uma comarca indígena autônoma composta por 365 ilhas e uma imensidão de floresta preservada.


Como quem manda são os Kuna, não há resorts e grandes hotéis com outros destinos do Caribe, tornando o destino ainda mais interessante, um dos poucos lugares do Caribe que oferecem uma experiência tão íntima com a natureza, onde há apenas simples cabanas nas ilhas quase desertas.



As ilhas possuem diversos tamanhos, mas a maior parte não passa do tamanho de um campo de futebol e poucas possuem moradores. Pequenas porções de areia com coqueiros que se espalham pelo mar entre incríveis piscinas naturais com tons de azul e verde.





A região tem pouca interferência governamental, mas é necessário levar o seu passaporte.


Os hotéis existentes em algumas ilhas são simples cabanas de bambu ou de madeira, não possuem energia elétrica, sinal de celular e muito menos internet, sendo praticamente ilhas desertas. Talvez o sonho de muita gente.

Os meses mais quentes são entre março e abril, mas o clima lá é agradável o ano todo.


San Blas, um paraíso no Panamá


San Blas é um arquipélago localizado no Caribe Panamenho, que possui uma água azul-turquesa super cristalina. Com 365 ilhas paradisíacas que contam com cabanas, coqueiro e tudo o que um lugar incrível como este pode ter, você pode passar um ano todo conhecendo as ilhas sem precisar repetir nenhuma.
O arquipélago de San Blas está na costa atlântica, no Mar do Caribe, no norte do Panamá, e pertence à tribo indígena dos Kuna Yala, uma comarca indígena autônoma composta por 365 ilhas e uma imensidão de floresta preservada.


Como quem manda são os Kuna, não há resorts e grandes hotéis com outros destinos do Caribe, tornando o destino ainda mais interessante, um dos poucos lugares do Caribe que oferecem uma experiência tão íntima com a natureza, onde há apenas simples cabanas nas ilhas quase desertas.



As ilhas possuem diversos tamanhos, mas a maior parte não passa do tamanho de um campo de futebol e poucas possuem moradores. Pequenas porções de areia com coqueiros que se espalham pelo mar entre incríveis piscinas naturais com tons de azul e verde.





A região tem pouca interferência governamental, mas é necessário levar o seu passaporte.


Os hotéis existentes em algumas ilhas são simples cabanas de bambu ou de madeira, não possuem energia elétrica, sinal de celular e muito menos internet, sendo praticamente ilhas desertas. Talvez o sonho de muita gente.

Os meses mais quentes são entre março e abril, mas o clima lá é agradável o ano todo.


0 Comentários