Conheça um paraíso chamado Ilha do Mel - Foca na Folga

Ponto de encontro dos surfistas no verão, a Ilha do mel é um paraíso à parte para quem busca tranquilidade, seja durante o calor ou mesmo no inverno, em suas águas azuis e sua natureza exuberante. Ideal para turistas que têm o desejo de sair da rotina da cidade e se encontrar com um momento de paz.

A Ilha do Mel é o destino mais lindo do Litoral do Paraná, com praias preservadas em ruas, apenas trilhas de areia, local ideal para relaxar, longe do trânsito e barulho das grandes cidades.

A experiência já começa antes de chegar à Ilha. O acesso é feito por barcos, que podem partir de Paranaguá, com aproximadamente duas horas de travessia, ou de Pontal do Sul, mais comum, com meia hora de travessia. O próprio trajeto de barco torna-se uma atração, sendo uma ótima oportunidade para belas fotos; é possível ver golfinhos bem próximos do barco!


A bela Ilha pertence ao município de Paranaguá, sendo ela uma área de preservação ambiaental, você não encontrará veículos automotores trafegando por lá, somente moradores locais com alguns carrinhos improvisados para te ajudar a carregar a sua bagagem em troca de algumas moedinhas.

A ilha está dividida em vilarejos, sendo eles: Fortaleza, Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas – cada pedaço da Ilha oferece uma vista especial. Entre os pontos turísticos mais visitados estão o Farol das Conchas, a Fortaleza e a Gruta das Encantadas, que carregam muitas histórias e belezas naturais. Do alto do farol, por exemplo, é possível ter uma vista panorâmica de quase toda a Ilha, o que compensa a subida. A vista vale cada um dos 144 degraus! O caminho até chegar nas grutas também é incrível e, chegando lá, uma praia praticamente deserta rendem ótimas fotos. ricas.

A Gruta das Encantadas se localiza no sul da ilha, é o patrimônio natural mais importante da Ilha do Mel, encravada entre rochas negras, com cerca de 10 metros de extensão.

A gruta tem acesso fácil a partir do povoado de Encantadas, através de uma trilha de apenas 600 metros de extensão, sendo que nos últimos cem metros há uma passarela que facilita o acesso.

Pode ser acessada durante a maré baixa, que acontece geralmente entre 8h e 13h.
 

O Farol das Conchas, construído em 1872 não está aberto à visitação interna, mas vale a pena subir os 150 degraus e as rampas que levam ao seu topo, no Morro das Conchas. Lá de cima, a vista panorâmica descortina toda a Ilha do Mel. A caminhada dura meia hora, partindo da vila de Nova Brasília; e duas horas, partindo de Encantadas.


Uma bela caminhada de uma hora pela praia, na maré baixa (partindo da vila de Nova Brasília), leva à Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres, construída em 1770. O forte fica à beira-mar e está bem conservado, com direito a canhões dos séculos XVIII e XIX. Na parte mais alta, um mirante apresenta as ilhas de Superagüi e das Peças. É possível chegar à praia também de barco (dez minutos) e de bicicleta. Quando a maré está alta, há a alternativa de uma trilha paralela. Vindo de Encantadas, são 2h30 de caminhada.

Nos arredores fica o Morro das Baleias, com um labirinto de canhões e um mirante panorâmico.



Com 24 quilômetros de praias, a Ilha do Mel atrai muitos surfistas durante o verão, uma vez que algumas praias da Ilha do Mel são consideradas as principais do Paraná para a prática do surf. É possível alugar pranchas de surf ou stand-up paddle e até mesmo ter uma aulinha de surf por lá. Muitos proprietários de pousadas eram surfistas que decidiram fixar residência na Ilha do Mel e construir seu negócio. A maioria dos moradores se locomovem de bicicleta na Ilha do Mel. Alguns lugares alugam bicicletas rústicas e para trechos mais longos, como por exemplo, à Fortaleza, poderá valer a pena para não se cansar de caminhar na areia.



No verão a Ilha do Mel é muito quente, então leve roupas leves e confortáveis. Vale para os calçados também, já que devido às caminhadas, o ideal, por exemplo, é evitar calçados que possam machucar. No resto do ano, leve roupas mais compridas para não ser surpreendido com o frio da noite. Não esqueça também do protetor solar e repelente.


Durante a noite a Ilha fica pouco iluminada, para isso, recomendamos que você leve também uma lanterna. Na Ilha você não encontrará caixas eletrônicos e farmácias, assim, para garantir leve uma quantia reserva em dinheiro, além de medicamentos que podem ser necessários ou contínuos. Outra dica importante é em relação às trilhas: caminhe sempre pelas já existentes, fazer novas trilhas além de perigoso pode prejudicar o ecossistema e confundir o seu trajeto. Ah, e não esqueça o mais importante: leve embora da ilha somente fotografias!
 Como chegar na Ilha do MelPor ser um destino preservado, dá um pouco de trabalho para chegar à ilha. Os pontos de acesso são por Paranaguá ou por Pontal do Sul. Já na ilha, há duas vilas com estrutura para receber os visitantes: Encantadas e Nova Brasília.

Veja também: Curitiba: uma capital encantadora e apaixonante

Embarcando em Paranaguá


O trecho por Paranaguá é mais bonito, porém, mais distante, mas também há mais opções de ônibus para quem vem de Curitiba.
Esta opção dá a oportunidade de conhecer as atrações de Paranaguá. A travessia para a Ilha do Mel leva 1:45 horas e só há três saídas diárias, às 9:30h, 13h e 16:30h. O valor é em média R$ 55 (ida e volta).

Embarcando em Pontal do Sul

Pontal do Sul tem mais horários de barco de linha, porém menos opção de ônibus e é mais distante para quem vem de Curitiba, mas o trajeto de barco até a ilha leva apenas 30 minutos. Há barcos das 8h às 18h, que partem de hora em hora diariamente, e a cada de 30 minutos, nos finais de semana e alta temporada. O valor é em média R$ 35 ida e volta.

Obs.: Ao chegar no terminal de embarque, você deve ter definido o seu destino na ilha (Encantadas ou Nova Brasília), já que as embarcações, não são as mesmas (as linhas são separadas).

Retornando da Ilha do Mel

Para Pontal do Sul os horários são os mesmos, de hora em hora e a cada meia hora, nos finais de semana.

Para Paranaguá, os barcos partem de Encantadas às 7:30h, 13h e 16:30h diariamente e passam por Nova Brasília 30 minutos depois. Nos finais de semana não há saída às 7:30h, que acontece as 10h, os outros horários continuam iguais.

No site oficial da Ilha você pode ver os horários dos barcos, ônibus e preços sempre atualizados.

Vale lembrar que para quem mora em Curitiba ou desembacará lá, vale muito à pena desembolsar um dinheirinho a mais e descer para o litoral de trem, sendo este o passeio de trem mais bonito do Brasil, tendo como trajeto Curitiba/Morretes. Para seguir até Pontal do Sul ou Paranaguá, você precisa pegar um ônibus.

Veja também: Caminhos charmosos levam à histórica Morretes, no litoral do Paraná

Mapa da Ilha do Mel

 
Vale lembrar que na ilha você não encontrará "badalação", como bares ou outras opções litrorâneas com música alta e aglomeração de pessoas. A Ilha do Mel é um local tranquilo, familiar para se curtir em contato com a natureza, e esperamos que continue sempre assim!


Conheça um paraíso chamado Ilha do Mel


Ponto de encontro dos surfistas no verão, a Ilha do mel é um paraíso à parte para quem busca tranquilidade, seja durante o calor ou mesmo no inverno, em suas águas azuis e sua natureza exuberante. Ideal para turistas que têm o desejo de sair da rotina da cidade e se encontrar com um momento de paz.

A Ilha do Mel é o destino mais lindo do Litoral do Paraná, com praias preservadas em ruas, apenas trilhas de areia, local ideal para relaxar, longe do trânsito e barulho das grandes cidades.

A experiência já começa antes de chegar à Ilha. O acesso é feito por barcos, que podem partir de Paranaguá, com aproximadamente duas horas de travessia, ou de Pontal do Sul, mais comum, com meia hora de travessia. O próprio trajeto de barco torna-se uma atração, sendo uma ótima oportunidade para belas fotos; é possível ver golfinhos bem próximos do barco!


A bela Ilha pertence ao município de Paranaguá, sendo ela uma área de preservação ambiaental, você não encontrará veículos automotores trafegando por lá, somente moradores locais com alguns carrinhos improvisados para te ajudar a carregar a sua bagagem em troca de algumas moedinhas.

A ilha está dividida em vilarejos, sendo eles: Fortaleza, Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas – cada pedaço da Ilha oferece uma vista especial. Entre os pontos turísticos mais visitados estão o Farol das Conchas, a Fortaleza e a Gruta das Encantadas, que carregam muitas histórias e belezas naturais. Do alto do farol, por exemplo, é possível ter uma vista panorâmica de quase toda a Ilha, o que compensa a subida. A vista vale cada um dos 144 degraus! O caminho até chegar nas grutas também é incrível e, chegando lá, uma praia praticamente deserta rendem ótimas fotos. ricas.

A Gruta das Encantadas se localiza no sul da ilha, é o patrimônio natural mais importante da Ilha do Mel, encravada entre rochas negras, com cerca de 10 metros de extensão.

A gruta tem acesso fácil a partir do povoado de Encantadas, através de uma trilha de apenas 600 metros de extensão, sendo que nos últimos cem metros há uma passarela que facilita o acesso.

Pode ser acessada durante a maré baixa, que acontece geralmente entre 8h e 13h.
 

O Farol das Conchas, construído em 1872 não está aberto à visitação interna, mas vale a pena subir os 150 degraus e as rampas que levam ao seu topo, no Morro das Conchas. Lá de cima, a vista panorâmica descortina toda a Ilha do Mel. A caminhada dura meia hora, partindo da vila de Nova Brasília; e duas horas, partindo de Encantadas.


Uma bela caminhada de uma hora pela praia, na maré baixa (partindo da vila de Nova Brasília), leva à Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres, construída em 1770. O forte fica à beira-mar e está bem conservado, com direito a canhões dos séculos XVIII e XIX. Na parte mais alta, um mirante apresenta as ilhas de Superagüi e das Peças. É possível chegar à praia também de barco (dez minutos) e de bicicleta. Quando a maré está alta, há a alternativa de uma trilha paralela. Vindo de Encantadas, são 2h30 de caminhada.

Nos arredores fica o Morro das Baleias, com um labirinto de canhões e um mirante panorâmico.



Com 24 quilômetros de praias, a Ilha do Mel atrai muitos surfistas durante o verão, uma vez que algumas praias da Ilha do Mel são consideradas as principais do Paraná para a prática do surf. É possível alugar pranchas de surf ou stand-up paddle e até mesmo ter uma aulinha de surf por lá. Muitos proprietários de pousadas eram surfistas que decidiram fixar residência na Ilha do Mel e construir seu negócio. A maioria dos moradores se locomovem de bicicleta na Ilha do Mel. Alguns lugares alugam bicicletas rústicas e para trechos mais longos, como por exemplo, à Fortaleza, poderá valer a pena para não se cansar de caminhar na areia.



No verão a Ilha do Mel é muito quente, então leve roupas leves e confortáveis. Vale para os calçados também, já que devido às caminhadas, o ideal, por exemplo, é evitar calçados que possam machucar. No resto do ano, leve roupas mais compridas para não ser surpreendido com o frio da noite. Não esqueça também do protetor solar e repelente.


Durante a noite a Ilha fica pouco iluminada, para isso, recomendamos que você leve também uma lanterna. Na Ilha você não encontrará caixas eletrônicos e farmácias, assim, para garantir leve uma quantia reserva em dinheiro, além de medicamentos que podem ser necessários ou contínuos. Outra dica importante é em relação às trilhas: caminhe sempre pelas já existentes, fazer novas trilhas além de perigoso pode prejudicar o ecossistema e confundir o seu trajeto. Ah, e não esqueça o mais importante: leve embora da ilha somente fotografias!
 Como chegar na Ilha do MelPor ser um destino preservado, dá um pouco de trabalho para chegar à ilha. Os pontos de acesso são por Paranaguá ou por Pontal do Sul. Já na ilha, há duas vilas com estrutura para receber os visitantes: Encantadas e Nova Brasília.

Veja também: Curitiba: uma capital encantadora e apaixonante

Embarcando em Paranaguá


O trecho por Paranaguá é mais bonito, porém, mais distante, mas também há mais opções de ônibus para quem vem de Curitiba.
Esta opção dá a oportunidade de conhecer as atrações de Paranaguá. A travessia para a Ilha do Mel leva 1:45 horas e só há três saídas diárias, às 9:30h, 13h e 16:30h. O valor é em média R$ 55 (ida e volta).

Embarcando em Pontal do Sul

Pontal do Sul tem mais horários de barco de linha, porém menos opção de ônibus e é mais distante para quem vem de Curitiba, mas o trajeto de barco até a ilha leva apenas 30 minutos. Há barcos das 8h às 18h, que partem de hora em hora diariamente, e a cada de 30 minutos, nos finais de semana e alta temporada. O valor é em média R$ 35 ida e volta.

Obs.: Ao chegar no terminal de embarque, você deve ter definido o seu destino na ilha (Encantadas ou Nova Brasília), já que as embarcações, não são as mesmas (as linhas são separadas).

Retornando da Ilha do Mel

Para Pontal do Sul os horários são os mesmos, de hora em hora e a cada meia hora, nos finais de semana.

Para Paranaguá, os barcos partem de Encantadas às 7:30h, 13h e 16:30h diariamente e passam por Nova Brasília 30 minutos depois. Nos finais de semana não há saída às 7:30h, que acontece as 10h, os outros horários continuam iguais.

No site oficial da Ilha você pode ver os horários dos barcos, ônibus e preços sempre atualizados.

Vale lembrar que para quem mora em Curitiba ou desembacará lá, vale muito à pena desembolsar um dinheirinho a mais e descer para o litoral de trem, sendo este o passeio de trem mais bonito do Brasil, tendo como trajeto Curitiba/Morretes. Para seguir até Pontal do Sul ou Paranaguá, você precisa pegar um ônibus.

Veja também: Caminhos charmosos levam à histórica Morretes, no litoral do Paraná

Mapa da Ilha do Mel

 
Vale lembrar que na ilha você não encontrará "badalação", como bares ou outras opções litrorâneas com música alta e aglomeração de pessoas. A Ilha do Mel é um local tranquilo, familiar para se curtir em contato com a natureza, e esperamos que continue sempre assim!


0 Comentários