Kalavantin Durg: o forte mais perigoso do mundo - Foca na Folga


Não é à toa que Kalavantin Durg é considerado o forte mais perigoso do mundo. Afinal, enfrentam-se vários riscos ao longo do seu caminho, contudo, o topo oferece uma vista incrível!

Talvez nunca tenha ouvido falar de Kalavantin Durg, mas agora não vai esquecer deste nome complicado tão fácil. Fica nos Gates Ocidentais, perto de Mumbai, na Índia e é um dos lugares abandonados mais bonitos do mundo

Segundo a lenda, Kalavantin Durg terá sido construído em homenagem a uma rainha chamada Kalavantin. Este forte também é conhecido como a “subida para o céu”.
O ponto de partida fica na aldeia de Thakurwadi e até Kalavantin Durg e ao Forte de Prabalgad são cerca de três horas a caminhar. O caminho faz-se por escadas em ziguezague embutidas nas bordas das montanhas rochosas, sem corrimão de proteção ou corda.
O caminho torna-se, entretanto, mais acentuado. As vistas que lhe esperam são capazes de deixar qualquer um de queixo caído, assim como a paisagem. Apesar dos riscos, a caminhada vale a pena. Espere ainda vislumbrar as pequenas cachoeiras ao sul de Kalavantin Durg.

Observação: Esta caminhada não é recomendável para quem sofre de vertigens.

A caminhada é sinalizada com barracas de chá e de pequenos lanches, seguidas pelo ponto do pequeno-almoço que fica no planalto mais baixo de Prabalmachi, numa aldeia que serve de base intermediária situada a uma altitude de 390 metros acima do nível do mar.

Este é o lugar ideal para relaxar, recarregar baterias para o caminho a seguir, encher as garrafas de água e tirar algumas fotos das vistas deslumbrantes de encostas verdes exuberantes, natureza pura e também do vale, mais abaixo.

 
A partir deste ponto, prepare-se: o caminho torna-se bastante íngreme e as chuvas elevam o nível de risco. O caminho fica escorregadio, obrigando os trekkers a agarrarem-se às rochas e às raízes das árvores.

À medida que se sobe, o percurso torna-se ainda mais traiçoeiro até que consiga, finalmente, chegar ao topo do Kalavantin Durg, apreciar a magnífica vista e esquecer a difícil subida até lá.

De acordo com a Culture Trip, o maior desafio é o caminho de volta cheio de pedregulhos e com terreno escorregadio. Ao descer, siga o trilho estreito que o leva até ao Forte de Prabalgad, que demora um pouco mais de uma hora a chegar. O melhor será fazer o caminho acompanhado por um profissional, pois é um caminho bastante íngreme. A área é habitada por uma população considerável de cobras. Ao estar entre as nuvens e ao mergulhar na beleza natural, vários serão os momentos em que não vai esquecer no topo do Forte de Prabalgad.



A descida do Forte de Prabalgad para Thakurwadi leva a um trilho diferente através da floresta, que é relativamente fácil, porém, visualmente intrigante como o primeiro.

É possível fazer o trilho de Kalavantin Durg durante todo o ano, no entanto, a melhor altura é entre outubro e maio, e é aconselhável evitar a estação das monções.

O que levar na mochila
É importante levar calçado adequado para trekking, de preferência robustos, assim como um kit de primeiros socorros, medicamentos pessoais, garrafas de água de dois litros e barras energéticas. Vista equipamento apropriado no inverno ou chuva, conforme a estação.

Tours de trekking
Existem várias opções de tours em Mumbai, que fica aproximadamente a 47,6 quilómetros do forte. As tours incluem transporte da estação ferroviária de Panvel até Thakurwadi, comida, tendas e um guia.

Se inscreva no nosso canal, clicando aqui. Curta também a nossa página, clicando aqui.


Kalavantin Durg: o forte mais perigoso do mundo




Não é à toa que Kalavantin Durg é considerado o forte mais perigoso do mundo. Afinal, enfrentam-se vários riscos ao longo do seu caminho, contudo, o topo oferece uma vista incrível!

Talvez nunca tenha ouvido falar de Kalavantin Durg, mas agora não vai esquecer deste nome complicado tão fácil. Fica nos Gates Ocidentais, perto de Mumbai, na Índia e é um dos lugares abandonados mais bonitos do mundo

Segundo a lenda, Kalavantin Durg terá sido construído em homenagem a uma rainha chamada Kalavantin. Este forte também é conhecido como a “subida para o céu”.
O ponto de partida fica na aldeia de Thakurwadi e até Kalavantin Durg e ao Forte de Prabalgad são cerca de três horas a caminhar. O caminho faz-se por escadas em ziguezague embutidas nas bordas das montanhas rochosas, sem corrimão de proteção ou corda.
O caminho torna-se, entretanto, mais acentuado. As vistas que lhe esperam são capazes de deixar qualquer um de queixo caído, assim como a paisagem. Apesar dos riscos, a caminhada vale a pena. Espere ainda vislumbrar as pequenas cachoeiras ao sul de Kalavantin Durg.

Observação: Esta caminhada não é recomendável para quem sofre de vertigens.

A caminhada é sinalizada com barracas de chá e de pequenos lanches, seguidas pelo ponto do pequeno-almoço que fica no planalto mais baixo de Prabalmachi, numa aldeia que serve de base intermediária situada a uma altitude de 390 metros acima do nível do mar.

Este é o lugar ideal para relaxar, recarregar baterias para o caminho a seguir, encher as garrafas de água e tirar algumas fotos das vistas deslumbrantes de encostas verdes exuberantes, natureza pura e também do vale, mais abaixo.

 
A partir deste ponto, prepare-se: o caminho torna-se bastante íngreme e as chuvas elevam o nível de risco. O caminho fica escorregadio, obrigando os trekkers a agarrarem-se às rochas e às raízes das árvores.

À medida que se sobe, o percurso torna-se ainda mais traiçoeiro até que consiga, finalmente, chegar ao topo do Kalavantin Durg, apreciar a magnífica vista e esquecer a difícil subida até lá.

De acordo com a Culture Trip, o maior desafio é o caminho de volta cheio de pedregulhos e com terreno escorregadio. Ao descer, siga o trilho estreito que o leva até ao Forte de Prabalgad, que demora um pouco mais de uma hora a chegar. O melhor será fazer o caminho acompanhado por um profissional, pois é um caminho bastante íngreme. A área é habitada por uma população considerável de cobras. Ao estar entre as nuvens e ao mergulhar na beleza natural, vários serão os momentos em que não vai esquecer no topo do Forte de Prabalgad.



A descida do Forte de Prabalgad para Thakurwadi leva a um trilho diferente através da floresta, que é relativamente fácil, porém, visualmente intrigante como o primeiro.

É possível fazer o trilho de Kalavantin Durg durante todo o ano, no entanto, a melhor altura é entre outubro e maio, e é aconselhável evitar a estação das monções.

O que levar na mochila
É importante levar calçado adequado para trekking, de preferência robustos, assim como um kit de primeiros socorros, medicamentos pessoais, garrafas de água de dois litros e barras energéticas. Vista equipamento apropriado no inverno ou chuva, conforme a estação.

Tours de trekking
Existem várias opções de tours em Mumbai, que fica aproximadamente a 47,6 quilómetros do forte. As tours incluem transporte da estação ferroviária de Panvel até Thakurwadi, comida, tendas e um guia.

Se inscreva no nosso canal, clicando aqui. Curta também a nossa página, clicando aqui.


0 Comentários