Cachoeira com potencial turístico está, atualmente, abandonada pelo Poder Público e pelos moradores da cidade de Irati (PR).


Localizada na cidade de Irati -- a 150 quilômetros de Curitiba -- a “Cachoeira dos Batistas”, como é conhecida em Irati (PR), fica na área urbana do município, no bairro que leva o mesmo nome. Ela está tomada pelo lixo e esgoto, assim como boa parte do Rio das Antas. A prefeitura diz que a recuperação já está em andamento.

Irati tem um potencial turístico natural invejável, mas pouco aproveitado, como é o caso da “Cachoeira dos Batistas”, atualmente abandonada. O Rio das Antas corta toda a área urbana da cidade, onde ocupações irregulares agravam ainda mais a qualidade da água, que poderia ser utilizada para banhos e pesca, como era feito antigamente. Adriano Godoi, 35 anos, mestre em Desenvolvimento Comunitário e bacharel em Turismo, mora desde criança próximo à cachoeira. Ele aponta a falta de saneamento e de cuidados dos moradores como a principal causa do mau cheiro ao longo do rio, especificamente na parte que antecede a queda d’água, já que devido às rochas, o acumulo de lixo é ainda mais evidente. 



                                       Lixo e esgoto tomam conta de boa parte do Rio das Antas.

Adriano diz que o terreno da cachoeira —que conta com árvores e grama— poderia ser aproveitado em uma Parceria Público-Privada para a criação de uma área de lazer, como um parque, por exemplo.
                                   Adriano observa com tristeza o lugar onde passou a infância.

Veja também: Bolsonaro defende turismo como medida de preservação

A prefeitura informou que após um processo de licitação, 2 mil horas de dragagem do Rio das Antas está garantido; e que pretende recuperar além da área da cachoeira.
"Em uma época de conscientização ambiental, esperamos um dia poder mergulhar nessas águas novamente", completa Adriano.




Esgoto e entulho desfocam cachoeira com potencial turístico em Irati (PR)

Cachoeira com potencial turístico está, atualmente, abandonada pelo Poder Público e pelos moradores da cidade de Irati (PR).


Localizada na cidade de Irati -- a 150 quilômetros de Curitiba -- a “Cachoeira dos Batistas”, como é conhecida em Irati (PR), fica na área urbana do município, no bairro que leva o mesmo nome. Ela está tomada pelo lixo e esgoto, assim como boa parte do Rio das Antas. A prefeitura diz que a recuperação já está em andamento.

Irati tem um potencial turístico natural invejável, mas pouco aproveitado, como é o caso da “Cachoeira dos Batistas”, atualmente abandonada. O Rio das Antas corta toda a área urbana da cidade, onde ocupações irregulares agravam ainda mais a qualidade da água, que poderia ser utilizada para banhos e pesca, como era feito antigamente. Adriano Godoi, 35 anos, mestre em Desenvolvimento Comunitário e bacharel em Turismo, mora desde criança próximo à cachoeira. Ele aponta a falta de saneamento e de cuidados dos moradores como a principal causa do mau cheiro ao longo do rio, especificamente na parte que antecede a queda d’água, já que devido às rochas, o acumulo de lixo é ainda mais evidente. 



                                       Lixo e esgoto tomam conta de boa parte do Rio das Antas.

Adriano diz que o terreno da cachoeira —que conta com árvores e grama— poderia ser aproveitado em uma Parceria Público-Privada para a criação de uma área de lazer, como um parque, por exemplo.
                                   Adriano observa com tristeza o lugar onde passou a infância.

Veja também: Bolsonaro defende turismo como medida de preservação

A prefeitura informou que após um processo de licitação, 2 mil horas de dragagem do Rio das Antas está garantido; e que pretende recuperar além da área da cachoeira.
"Em uma época de conscientização ambiental, esperamos um dia poder mergulhar nessas águas novamente", completa Adriano.




0 Comentários