Conheça as belezas de Matinhos, no litoral do Paraná - Foca na Folga


Matinhos, com seus vinte e cinco quilômetros de praias é muito procurado durante o verão principalmente por quem mora na região de Curitiba e que busca uma praia por perto da cidade para fazer um bate-volta e também por turistas que descem a Serra da Graciosa pela deslumbrante rodovia PR-410 em meio à Serra do Mar e suas paisagens de tirar o fôlego. Veja fotos e dicas abaixo.

A cidade de Matinhos oferece como pontos turísticos principais as suas praias, sendo entre as mais disputadas durante a alta temporada Caiobá, onde estão localizadas a Praia Brava e a Praia Mansa, sendo a primeira muito procurada por quem curte pegar uma onda.

Edifício Mapi, construído no final da década de 1950, também se destaca em Caiobá junto ao Morro do Boi. Foto: TripAdvisor.

Dividindo a Praia Brava e Praia Mansa, encontra-se o Morro do Boi, com vista para ilhas, baías e a cidade de Paranaguá.

A Ilha das Tartarugas ou Ilha do Farol, ela é ligada a Praia dos Amores por uma estreita estrada de pedras que pode ser visitada durante as marés baixas. O local é bom para quem gosta de pescar ou ficar um pouco isolado do barulho das outras praias.

Ilha da Tartaruga também pode ser acessada pela Praia dos Amores durante a maré baixa. Foto: Google Earth

O Morro do Escalvado, com acesso próximo ao centro da cidade, também é uma atração imperdível para quem tem fôlego e curte um pouco mais de aventura. Com quase trezentos metros de altura — e com uma subida considerada de dificuldade média —, o topo do morro oferece uma vista panorâmica da cidade e das praias de Guaratuba (à direita) e Pontal do Paraná (lado esquerdo). À noite é ainda mais bonito.

Morro do Escalvado à esquerda. Foto: Google Maps.

Para chegar ao começo da trilha, você pode se guiar pelos cabos do antigo teleférico que havia no local, que fica no início no final da Rua Albano Muller, ou ainda pode se utilizar a antiga trilha pela Rua da Caixa D’Água. O morro está totalmente inserido no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange, sendo suas trilhas um tanto quanto íngremes e com a presença de mosquitos comuns de áreas tropicais. Por isso leve repelente e muita água.
Para quem busca praias menos agitadas, seguindo de Caiobá sentido Pontal do Paraná, após o Mercado de Peixes de Matinhos é possível encontrar um pequeno rio que divide a areia. Depois deste rio — que pode ser atravessado a pé — as praias são menos frequentadas, sendo ideais para quem quer sossego. 

Na Praia Central, você encontra o Pico de Matinhos e o Mirante das Pedras, que agora foi revitalizado e oferece uma bela vista de toda a extensão da praia. O local também é procurado pelos surfistas e conta com diversos barzinhos e restaurantes no seu redor. 

Clique na imagem para ampliar. Foto: Foca na Folga.
Se você busca o que fazer à noite em Caiobá ou em Matinhos em Geral, poder ver neste mapa com diversos atrativos que podem ser do seu gosto.

Seguindo ainda sentido Pontal, você encontrará a Praia de Flamingo, com uma área residencial dividido por uma estrada de terra e pedras, bem ao lado da praia. O local também é menos frequentado, mas por ser uma área estreita de areia, é necessário prestar atenção nas altas das marés.

Praia de Flamingo, Matinhos - PR/ Foto: Foca na Folga.

O Mercado Municipal de Pescados ou Mercado de Peixe também é uma atração para quem busca frutos do mar fresquinhos. Os preços podem ser negociados ali mesmo com os diversos vendedores. 
Está localizado na Rua da Fonte, 591.

Aves marinhas esperam a chegada dos barcos com peixes ao mercado e viram atração turística. Foto: Foca na Folga.

Para quem gosta de história, a Igrejinha de São Pedro chama a atenção. Finalizada em 1944, foi a primeira igreja da cidade, muito frequentada pelos moradores. Em 1990 ela virou um museu e, alguns anos mais tarde, voltou a ser igreja e hoje atrai a atenção e câmeras dos turistas que passam pela região.


Para quem busca mais contato com a natureza, o Parque Estadual Rio da Onça é uma ótima opção. A Unidade de Conservação, criada em 1981, é gerenciada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e possui grandes belezas naturais, sendo um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica do país, contando com trilhas e mirantes, bem como uma diversificada fauna e flora que encantam qualquer pessoa.
O acesso ao parque pode ser feito pela PR-412 (a 600 metros da praia); e funciona de terça-feira a domingo, inclusive feriados das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Clique aqui para ver no mapa.

Como chegar em Matinhos

Para quem vem sentido São Paulo/Sul pela BR-116, com certeza o melhor caminho (e o mais bonito) é pela Estrada da Graciosa até Morretes que, além de não ter pedágio, corta a Serra de mesmo nome através da floresta, onde você encontra diversos mirantes com vistas para picos, montanhas e para Antonina (PR) já no começo da descida. Lembrando que a rodovia só permite o tráfego de veículos leves. Clique aqui para ver no mapa.

Estrada da Graciosa PR-410 é uma das mais bonitas do Brasil. Foto: Foca na Folga.

Mas se, por algum motivo, você quiser ir pela BR-277, você vai fazer um caminho mais longo (ao menos que você more no interior do Paraná, aí é mais curto), e ainda vai pagar um preço caro no pedágio. Atualmente para veículos utilitários está custando R$ 21. Clique aqui para ver no mapa.

Se você é do interior do Paraná, o caminho mais curto é através da BR-277, pelo contorno Sul de Curitiba, mas com um pedágio “bem salgado” no caminho. Veja aqui o mapa. Se você achar mais vantajoso descer pela Graciosa e ver as lindas paisagens e, de quebra, desviar o pedágio, pode se guiar por este mapa.

Seguindo estas dicas, não tem erro. Durante o verão ou nas baixas temporadas, Matinhos é um lugar muito bonito para se visitar. Se você já foi ou pretende conhecer, conte para a gente as suas experiências e dicas aqui nos comentários.

Conheça as belezas de Matinhos, no litoral do Paraná



Ajude a continuarmos publicando. Curtir a nossa página nos incentiva muito! basta clicar aqui ou no botão:



Matinhos, com seus vinte e cinco quilômetros de praias é muito procurado durante o verão principalmente por quem mora na região de Curitiba e que busca uma praia por perto da cidade para fazer um bate-volta e também por turistas que descem a Serra da Graciosa pela deslumbrante rodovia PR-410 em meio à Serra do Mar e suas paisagens de tirar o fôlego. Veja fotos e dicas abaixo.

A cidade de Matinhos oferece como pontos turísticos principais as suas praias, sendo entre as mais disputadas durante a alta temporada Caiobá, onde estão localizadas a Praia Brava e a Praia Mansa, sendo a primeira muito procurada por quem curte pegar uma onda.

Edifício Mapi, construído no final da década de 1950, também se destaca em Caiobá junto ao Morro do Boi. Foto: TripAdvisor.

Dividindo a Praia Brava e Praia Mansa, encontra-se o Morro do Boi, com vista para ilhas, baías e a cidade de Paranaguá.

A Ilha das Tartarugas ou Ilha do Farol, ela é ligada a Praia dos Amores por uma estreita estrada de pedras que pode ser visitada durante as marés baixas. O local é bom para quem gosta de pescar ou ficar um pouco isolado do barulho das outras praias.

Ilha da Tartaruga também pode ser acessada pela Praia dos Amores durante a maré baixa. Foto: Google Earth

O Morro do Escalvado, com acesso próximo ao centro da cidade, também é uma atração imperdível para quem tem fôlego e curte um pouco mais de aventura. Com quase trezentos metros de altura — e com uma subida considerada de dificuldade média —, o topo do morro oferece uma vista panorâmica da cidade e das praias de Guaratuba (à direita) e Pontal do Paraná (lado esquerdo). À noite é ainda mais bonito.

Morro do Escalvado à esquerda. Foto: Google Maps.

Para chegar ao começo da trilha, você pode se guiar pelos cabos do antigo teleférico que havia no local, que fica no início no final da Rua Albano Muller, ou ainda pode se utilizar a antiga trilha pela Rua da Caixa D’Água. O morro está totalmente inserido no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange, sendo suas trilhas um tanto quanto íngremes e com a presença de mosquitos comuns de áreas tropicais. Por isso leve repelente e muita água.
Para quem busca praias menos agitadas, seguindo de Caiobá sentido Pontal do Paraná, após o Mercado de Peixes de Matinhos é possível encontrar um pequeno rio que divide a areia. Depois deste rio — que pode ser atravessado a pé — as praias são menos frequentadas, sendo ideais para quem quer sossego. 

Na Praia Central, você encontra o Pico de Matinhos e o Mirante das Pedras, que agora foi revitalizado e oferece uma bela vista de toda a extensão da praia. O local também é procurado pelos surfistas e conta com diversos barzinhos e restaurantes no seu redor. 

Clique na imagem para ampliar. Foto: Foca na Folga.
Se você busca o que fazer à noite em Caiobá ou em Matinhos em Geral, poder ver neste mapa com diversos atrativos que podem ser do seu gosto.

Seguindo ainda sentido Pontal, você encontrará a Praia de Flamingo, com uma área residencial dividido por uma estrada de terra e pedras, bem ao lado da praia. O local também é menos frequentado, mas por ser uma área estreita de areia, é necessário prestar atenção nas altas das marés.

Praia de Flamingo, Matinhos - PR/ Foto: Foca na Folga.

O Mercado Municipal de Pescados ou Mercado de Peixe também é uma atração para quem busca frutos do mar fresquinhos. Os preços podem ser negociados ali mesmo com os diversos vendedores. 
Está localizado na Rua da Fonte, 591.

Aves marinhas esperam a chegada dos barcos com peixes ao mercado e viram atração turística. Foto: Foca na Folga.

Para quem gosta de história, a Igrejinha de São Pedro chama a atenção. Finalizada em 1944, foi a primeira igreja da cidade, muito frequentada pelos moradores. Em 1990 ela virou um museu e, alguns anos mais tarde, voltou a ser igreja e hoje atrai a atenção e câmeras dos turistas que passam pela região.


Para quem busca mais contato com a natureza, o Parque Estadual Rio da Onça é uma ótima opção. A Unidade de Conservação, criada em 1981, é gerenciada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e possui grandes belezas naturais, sendo um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica do país, contando com trilhas e mirantes, bem como uma diversificada fauna e flora que encantam qualquer pessoa.
O acesso ao parque pode ser feito pela PR-412 (a 600 metros da praia); e funciona de terça-feira a domingo, inclusive feriados das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Clique aqui para ver no mapa.

Como chegar em Matinhos

Para quem vem sentido São Paulo/Sul pela BR-116, com certeza o melhor caminho (e o mais bonito) é pela Estrada da Graciosa até Morretes que, além de não ter pedágio, corta a Serra de mesmo nome através da floresta, onde você encontra diversos mirantes com vistas para picos, montanhas e para Antonina (PR) já no começo da descida. Lembrando que a rodovia só permite o tráfego de veículos leves. Clique aqui para ver no mapa.

Estrada da Graciosa PR-410 é uma das mais bonitas do Brasil. Foto: Foca na Folga.

Mas se, por algum motivo, você quiser ir pela BR-277, você vai fazer um caminho mais longo (ao menos que você more no interior do Paraná, aí é mais curto), e ainda vai pagar um preço caro no pedágio. Atualmente para veículos utilitários está custando R$ 21. Clique aqui para ver no mapa.

Se você é do interior do Paraná, o caminho mais curto é através da BR-277, pelo contorno Sul de Curitiba, mas com um pedágio “bem salgado” no caminho. Veja aqui o mapa. Se você achar mais vantajoso descer pela Graciosa e ver as lindas paisagens e, de quebra, desviar o pedágio, pode se guiar por este mapa.

Seguindo estas dicas, não tem erro. Durante o verão ou nas baixas temporadas, Matinhos é um lugar muito bonito para se visitar. Se você já foi ou pretende conhecer, conte para a gente as suas experiências e dicas aqui nos comentários.

0 Comentários