Chapéu do Sol, construção que deu lugar ao Cristo Redentor - Foca na Folga


Antes da famosa estátua do Cristo Redentor ser erguida na cidade do Rio de Janeiro, havia no alto do Corcovado um mirante conhecido como Chapéu do Sol. Construído a mando de D. Pedro II, o nome era devido ao formato físico da construção.


Em 1882, o imperador D. Pedro II realizou uma expedição ao Corcovado para estudar a possibilidade de utilizar o local estratégico para fins militares. Como fim, foi instalado um sinalizador que abrigava um vigilante atento, o qual alertava as autoridades sobre a presença de navios suspeitos.


Já em 1885, D. Pedro II ordenou a construção de um mirante de ferro no topo do Corcovado. Nasceu então o Chapéu do Sol, que era ligado por uma ferrovia turística construída dois anos antes. A partir de então, o turismo local começou a crescer devido a vista incrível lá do alto.


Em 1859, o padre Pedro Maria Boss sugeriu que fosse construída uma imagem católica no alto do mirante, com o apoio da Princesa Isabel. Contudo, o projeto só se concretizou depois de 1912, quando o Cardeal Dom Joaquim Arcoverde, insistiu na ideia da construção da imagem de um Cristo lá no alto. 


A obra para a instalação do Cristo iniciou-se somente em 1926 e o Chapéu do Sol foi removido totalmente até 1942.

Chapéu do Sol, construção que deu lugar ao Cristo Redentor




Antes da famosa estátua do Cristo Redentor ser erguida na cidade do Rio de Janeiro, havia no alto do Corcovado um mirante conhecido como Chapéu do Sol. Construído a mando de D. Pedro II, o nome era devido ao formato físico da construção.


Em 1882, o imperador D. Pedro II realizou uma expedição ao Corcovado para estudar a possibilidade de utilizar o local estratégico para fins militares. Como fim, foi instalado um sinalizador que abrigava um vigilante atento, o qual alertava as autoridades sobre a presença de navios suspeitos.


Já em 1885, D. Pedro II ordenou a construção de um mirante de ferro no topo do Corcovado. Nasceu então o Chapéu do Sol, que era ligado por uma ferrovia turística construída dois anos antes. A partir de então, o turismo local começou a crescer devido a vista incrível lá do alto.


Em 1859, o padre Pedro Maria Boss sugeriu que fosse construída uma imagem católica no alto do mirante, com o apoio da Princesa Isabel. Contudo, o projeto só se concretizou depois de 1912, quando o Cardeal Dom Joaquim Arcoverde, insistiu na ideia da construção da imagem de um Cristo lá no alto. 


A obra para a instalação do Cristo iniciou-se somente em 1926 e o Chapéu do Sol foi removido totalmente até 1942.
0 Comentários