O que visitar Rio de Janeiro quando chove? - Foca na Folga



Os turistas que se preparam por um tempo para as suas viagens sabem que nem sempre tudo sai como o esperado. Algumas vezes temos problemas com o voo, fura um pneu ou estraga o carro, não conseguimos carona na beira da estrada ou, chegando ao destino, nos deparamos com uma chuva daquelas. Algumas vezes bate um desespero, pois os principais pontos turísticos normalmente são a céu aberto, porém o que muita gente não sabe é que sim, existe muita coisa legal para ver em ambientes fechados.

Assim como vimos lugares para ir com chuva em São Paulo e Curitiba, hoje veremos aqui o que fazer no Rio de Janeiro quando chove, pois mesmo assim encontramos muitas opções de turismo que valem a pena. Confira:

Theatro Municipal
Inaugurado em 1909, o Theatro Municipal é uma das principais casas de espetáculo do Brasil e da América Latina. Ao longo de pouco mais de um século de história, o Theatro Municipal recebeu grandes artistas internacionais e importantes nomes da cultura brasileiras, incluindo representantes da dança, música, ópera e artes cênicas.
Está localizado na Praça Floriano (sem número), no centro.
Verificar horários das apresentações.

Museus
O Rio conta com muitos museus, muitos mesmos. Com diversas apresentações e exposições nacionais e internacionais, é o lugar ideal para quem quer turistar pela cidade em dias mais chuvosos. E o melhor: tem muito museu que a entrada é grátis! Veja alguns:

Museu do Açude
Museu Casa de Rui Barbosa
Museu do Índio
Museu Villa-Lobos
Museu Aeroespacial (MUSAL)
Museu da República / Palácio do Catete
Museu de Folclore Edison Carneiro
Espaço Cultural BNDES
Fundação Casa França-Brasil
Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário
Museu da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
Museu do Amanhã
Museu Histórico Nacional
Museu Nacional de Belas Artes (MNBA)
Museu do Negro
Museu Naval
Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana
Museu das Telecomunicações
Museu de Ciências da Terra (MCTer)

Ufa! E ainda existem muitos outros. Você pode verificar uma lista com todos pelos sites oficiais do estado.
Aquário RJ
Com 26 mil m² de área construída e 4,5 milhões de litros de água, o AquaRio é o maior aquário marinho da América do Sul e tem mais de 5 mil animais, de 350 espécies diferentes em exposição. Diversas atrações inéditas, recintos e tanques grandiosos e toda a infraestrutura necessária para proporcionar entretenimento educativo e prazeroso ao público.


Fica na Praça Muhammad Ali, Via Binário do Porto (sem número) – Gamboa;
Funciona todos os dias das 10h às 17h.

Museu do Amanhã
Já demos uma lista de museus acima, sendo só uma pequena parcela dos que existem para serem visitados no Rio de Janeiro, porém o Museu do Amanhã é um dos mais procurados por sua fama e por ser mais recente.


O Museu do Amanhã oferece uma narrativa sobre como poderemos viver e moldar os próximos 50 anos. Uma jornada rumo a futuros possíveis, a partir de grandes perguntas que a Humanidade sempre se fez.
Fica na Praça Mauá, 1 – Centro;
Abre todos os dias (exceto segunda-feira) das 10h às 17h.

Confeitaria Colombo
Fundada em 1894, a Confeitaria Colombo faz parte da história do Rio de Janeiro. A confeitaria foi fundada pelos imigrantes portugueses Joaquim Borges de Meireles e Manuel José Lebrão, tendo um extenso rol de clientes célebres na sociedade brasileira. Hoje é um famoso ponto de encontro na cidade.


Fica na Rua Gonçalves Dias, 32 – Centro;
Abre todos os dias das 9h às 19h; aos sábados fecha às 17h.

Planetário
A Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro tem como divulga a Astronomia e ciências afins, por meio de experimentos, sessões de cúpula, observações ao telescópio, cursos, palestras, exposições e eventos culturais.


A instituição conta com duas cúpulas: a Carl Sagan (com 23 metros de diâmetro e 263 assentos), que abriga o planetário modelo Universarium VIII – TD, e a Galileu Galilei (com 12,5 metros de diâmetro e 90 assentos), que conta com o planetário modelo Spacemaster. Nos fins de semana, há exibição de filmes na Sessão de Cúpula.
Fica na Rua Vice-Governador Rúbens Berardo, 100 – Gávea;
Funciona todos os dias das 14h30 às 17h.

Forte de Copacabana
Em 1769, foi iniciada a instalação de um Forte na "Ponta da Igrejinha", em Copacabana, nome pelo qual era conhecido o promontório onde hoje se situa o Forte de Copacabana. Atualmente tem um fluxo de cerca de dez mil visitantes por mês, constituindo-se em um dos mais belos cartões-postais da cidade.


O turista pode escolher entre a visita restrita (apenas às áreas externas) e a completa (incluindo o interior do forte e o Museu histórico-militar).
Bares
Se choveu e não deu mar, bora pro bar!
O carioca ama estar fora de casa, então se você achou que seus planos iriam por água abaixo, você pode além de conhecer os destinos desta lista conhecer também a segunda casa dos cariocas: o bar! Da Zona Sul à Zona Norte, do Centro à Zona Oeste, você sempre encontrará um barzinho com muito samba e pagode, com pessoas alegres e dispostas a falar sobre o Rio! (Eles só falam disso, rs).


Como sabemos que você é um turista que não para em um lugar só, se previna vendo o que fazer em São Paulo e em Curitiba nos dias em que a chuva apertar. Basta clicar no nome das cidades acima! Não deixe também de curtir nossa página clicando aqui para ficar sempre por dentro das dicas de turismo e das curiosidades deste mundo afora!


O que visitar Rio de Janeiro quando chove?


Por favor, reserve um segundo para curtir, isso nos ajuda muito! é só clicar no botão:





Os turistas que se preparam por um tempo para as suas viagens sabem que nem sempre tudo sai como o esperado. Algumas vezes temos problemas com o voo, fura um pneu ou estraga o carro, não conseguimos carona na beira da estrada ou, chegando ao destino, nos deparamos com uma chuva daquelas. Algumas vezes bate um desespero, pois os principais pontos turísticos normalmente são a céu aberto, porém o que muita gente não sabe é que sim, existe muita coisa legal para ver em ambientes fechados.

Assim como vimos lugares para ir com chuva em São Paulo e Curitiba, hoje veremos aqui o que fazer no Rio de Janeiro quando chove, pois mesmo assim encontramos muitas opções de turismo que valem a pena. Confira:

Theatro Municipal
Inaugurado em 1909, o Theatro Municipal é uma das principais casas de espetáculo do Brasil e da América Latina. Ao longo de pouco mais de um século de história, o Theatro Municipal recebeu grandes artistas internacionais e importantes nomes da cultura brasileiras, incluindo representantes da dança, música, ópera e artes cênicas.
Está localizado na Praça Floriano (sem número), no centro.
Verificar horários das apresentações.

Museus
O Rio conta com muitos museus, muitos mesmos. Com diversas apresentações e exposições nacionais e internacionais, é o lugar ideal para quem quer turistar pela cidade em dias mais chuvosos. E o melhor: tem muito museu que a entrada é grátis! Veja alguns:

Museu do Açude
Museu Casa de Rui Barbosa
Museu do Índio
Museu Villa-Lobos
Museu Aeroespacial (MUSAL)
Museu da República / Palácio do Catete
Museu de Folclore Edison Carneiro
Espaço Cultural BNDES
Fundação Casa França-Brasil
Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário
Museu da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
Museu do Amanhã
Museu Histórico Nacional
Museu Nacional de Belas Artes (MNBA)
Museu do Negro
Museu Naval
Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana
Museu das Telecomunicações
Museu de Ciências da Terra (MCTer)

Ufa! E ainda existem muitos outros. Você pode verificar uma lista com todos pelos sites oficiais do estado.
Aquário RJ
Com 26 mil m² de área construída e 4,5 milhões de litros de água, o AquaRio é o maior aquário marinho da América do Sul e tem mais de 5 mil animais, de 350 espécies diferentes em exposição. Diversas atrações inéditas, recintos e tanques grandiosos e toda a infraestrutura necessária para proporcionar entretenimento educativo e prazeroso ao público.


Fica na Praça Muhammad Ali, Via Binário do Porto (sem número) – Gamboa;
Funciona todos os dias das 10h às 17h.

Museu do Amanhã
Já demos uma lista de museus acima, sendo só uma pequena parcela dos que existem para serem visitados no Rio de Janeiro, porém o Museu do Amanhã é um dos mais procurados por sua fama e por ser mais recente.


O Museu do Amanhã oferece uma narrativa sobre como poderemos viver e moldar os próximos 50 anos. Uma jornada rumo a futuros possíveis, a partir de grandes perguntas que a Humanidade sempre se fez.
Fica na Praça Mauá, 1 – Centro;
Abre todos os dias (exceto segunda-feira) das 10h às 17h.

Confeitaria Colombo
Fundada em 1894, a Confeitaria Colombo faz parte da história do Rio de Janeiro. A confeitaria foi fundada pelos imigrantes portugueses Joaquim Borges de Meireles e Manuel José Lebrão, tendo um extenso rol de clientes célebres na sociedade brasileira. Hoje é um famoso ponto de encontro na cidade.


Fica na Rua Gonçalves Dias, 32 – Centro;
Abre todos os dias das 9h às 19h; aos sábados fecha às 17h.

Planetário
A Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro tem como divulga a Astronomia e ciências afins, por meio de experimentos, sessões de cúpula, observações ao telescópio, cursos, palestras, exposições e eventos culturais.


A instituição conta com duas cúpulas: a Carl Sagan (com 23 metros de diâmetro e 263 assentos), que abriga o planetário modelo Universarium VIII – TD, e a Galileu Galilei (com 12,5 metros de diâmetro e 90 assentos), que conta com o planetário modelo Spacemaster. Nos fins de semana, há exibição de filmes na Sessão de Cúpula.
Fica na Rua Vice-Governador Rúbens Berardo, 100 – Gávea;
Funciona todos os dias das 14h30 às 17h.

Forte de Copacabana
Em 1769, foi iniciada a instalação de um Forte na "Ponta da Igrejinha", em Copacabana, nome pelo qual era conhecido o promontório onde hoje se situa o Forte de Copacabana. Atualmente tem um fluxo de cerca de dez mil visitantes por mês, constituindo-se em um dos mais belos cartões-postais da cidade.


O turista pode escolher entre a visita restrita (apenas às áreas externas) e a completa (incluindo o interior do forte e o Museu histórico-militar).
Bares
Se choveu e não deu mar, bora pro bar!
O carioca ama estar fora de casa, então se você achou que seus planos iriam por água abaixo, você pode além de conhecer os destinos desta lista conhecer também a segunda casa dos cariocas: o bar! Da Zona Sul à Zona Norte, do Centro à Zona Oeste, você sempre encontrará um barzinho com muito samba e pagode, com pessoas alegres e dispostas a falar sobre o Rio! (Eles só falam disso, rs).


Como sabemos que você é um turista que não para em um lugar só, se previna vendo o que fazer em São Paulo e em Curitiba nos dias em que a chuva apertar. Basta clicar no nome das cidades acima! Não deixe também de curtir nossa página clicando aqui para ficar sempre por dentro das dicas de turismo e das curiosidades deste mundo afora!


0 Comentários