Colômbia proíbe a entrada de plásticos em seus parques nacionais - Foca na Folga

Publicidade

Últimas

Colômbia proíbe a entrada de plásticos em seus parques nacionais


Imagem ilustrativa.

A partir de abril, o plástico descartável não será permitido em parques naturais colombianos. Veja alguns dados alarmantes sobre o material

A partir do mês de abril, quem visitar os Parques Nacionais colombianos não poderá entrar nesses locais com embalagens plásticas descartáveis. A medida visa preservar essas áreas protegidas e as espécies que ali habitam.

Segundo uma resolução do Ministério do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Parques Nacionais Naturais da Colômbia, emitida em outubro do ano passado, estará proibida a entrada ou o uso de recipientes, embalagens, garrafas, copos, pratos, bandejas e talheres de plástico que são apenas para uso único, ou seja, descartáveis. O regulamento tem como objetivo principal proteger a riqueza natural do país.


Recomenda-se que as pessoas que forem visitar as áreas naturais da Colômbia levem sacolas de panos, garrafas de vidro ou mesmo objetos de plástico reutilizável, pois esses ainda serão permitidos. Em caso de descumprimento da nova regra, poderão ser aplicadas multas e outras medidas judiciais.

Alguns dados mundiais sobre o plástico:



- Estima-se que, todos os anos, cerca de 8 a 13 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos;
- Mais de 40% de todo o plástico produzido durante 150 anos foi usado uma única vez antes do descarte;
- De todo o plástico produzido, apenas 9% foi reciclado;
- Menos de um quinto da produção foi reaproveitada;
- Entre os materiais mais encontrados nos oceanos, estão canudos, sacolas plásticas, redes de pesca, bituca de cigarro, tampinhas;
- São produzidas um milhão de garrafas plásticas por minuto.


Vários estudos e campanhas acontecem todos os dias para tentar reduzir o uso do plástico no dia a dia das pessoas, mas o que vale mesmo é a conscientização de cada um, seja usando menos, reciclando mais e fazendo a sua parte.