Publicidade

Cafeteria mais antiga do mundo pode fechar as portas

Cafeteria italiana completou 300 anos de existência em dezembro do ano passado

Café Florian, em Veneza, na Itália. Foto: Instagram/Reprodução

O Café Florian, clássica cafeteria italiana localizada na Praça de São Marcos, em Veneza, corre o risco de encerrar suas atividades muito em breve devido à pandemia do novo coronavírus.

Ainda se recuperando de uma grande enchente que atingiu Veneza em novembro de 2019, a segunda maior da história da região, e que deu um prejuízo de 1 bilhão de euros para a cidade, agora, com a pandemia, os empreendimentos em geral estão sentindo os efeitos na economia, levando comércios do mundo todo a fechar as suas portas. E em locais que dependem em grande parte do turismo, assim como é em Veneza, os prejuízos são ainda maiores.

A história do Café Florian
O Café Florian foi fundado em dezembro de 1720, com o nome de “Alla Venezia Trionfante”, por Floriano Francesconi. O espaço foi se popularizando e as pessoas costumavam dizer que iam ao “Florian”, nome de seu dono. Pouco depois ele foi rebatizado com o nome de “Café Florian”. 


Um dos principais pontos turísticos ao visitar a cidade, o café atraiu celebridades e turistas em seus três séculos de vida. 

O governo italiano criou ajudas financeiras para a crise do novo coronavírus apenas para empresas que tiveram um faturamento menor que 5 milhões de euros em 2019, o que não permite que o Café Florian possa pedir auxílio, pois, de acordo com o jornal argentino La Nación, apesar dos problemas, em 2019 o espaço teve um faturamento de 8,5 milhões de euros.