10 perrengues que só quem acampa sabe como é - Foca na Folga



Quem acampa sabe que existem muitos perrengues quando estamos longe de casa e perto da natureza, mas que isso faz parte e que no fim viram boas histórias. Já quem vai acampar pela primeira vez pode até ficar assustado com a lista abaixo, mas logo dizemos que não tem motivo para desistir da seu camping, pois, se você se preparar e se organizar, pode evitar algumas dessas coisas e repetir várias e várias vezes, pois quem acampa uma vez, acampa sempre!

Colchão
Muitas vezes não prestamos atenção na parte principal de um acampamento: na ‘cama’! Quem nunca passou pela situação de levar um colchão inflável e descobrir no meio da noite que ele está furado e acabou dormindo no chão duro? 


Muitas vezes acontece também de não medirmos o tamanho do colchão novo e ele não caber na barraca. Aí complica.

Papel higiênico
Várias vezes em um acampamento – especialmente se você faz mochilão – você pode se surpreender com duas situações envolvendo o papel higiênico: a primeira é a mais clássica: “Esqueci de trazer papel”; a segunda é quando você toma chuva durante o percurso e descobre bem na hora H ou na hora M que o papel está encharcado e não tem como usá-lo no momento. Aí vai da criatividade, mas tenha cuidado com folhas venenosas, rs. 


E falando nisso...

Defecar no mato
Se você vai acampar no mato pela primeira vez, além de não esquecer de levar o papel higiênico, você tem que escolher um local para que não deixe mau cheiro para seus ‘vizinhos’, que ninguém corra o risco de pisar na sua ‘surpresa’ e também, na hora que você ficar na posição em que Judas perdeu as botas não sentar em nenhum inseto que possa arruinar a sua folga. Tenha cuidado com a retaguarda!


Chuva demais
Se você não estiver preparado, nem precisa ser assim tanta chuva para você passar um perrengue e tanto, uma vez que a água entra por qualquer buraquinho. 


Tenha certeza de ter a barraca ideal para o tipo de terreno e clima que você vai enfrentar, pois nada é mais angustiante do que perder uma noite de sono por causa de uma chuva.


Comida rápida, porém, demorada
As queridinhas dos mochileiros com certeza são as comidas em latas: rápidas, práticas e fáceis..., contudo é preciso colocar na sua lista o famoso abridor de latas, pois este simples utensílio pode fazer uma falta danada na hora de bater um rango e seu almoço pode se tornar uma dor de cabeça.


+ Veja também: o que levar em um camping

Esquecer as coisas “não tão importantes”
Experiência própria: no meu primeiro camping, eu estava tão ansioso para ir que, quando cheguei no local, notei que esqueci a barraca. Não foi só uma vareta, um prendedor ou uma corda, foi o material todo da barraca. 


E como eu fui sozinho e era muito longe para voltar, fiz um acampamento estilo sobrevivente (com matos e madeira) e passei lá três noites. Mas valeu a pena!


Banho
Se você for a um camping, algumas vezes vai encontrar banho quente e chuveiros funcionando, mas o que muita gente não leva em consideração quando vai acampar na natureza é que lá não tem banho quente e é aí que a vida separa os “meninos dos homens”: tem aprender a tomar banho frio, de cachoeira ou de rio. Ficar fedendo não é uma opção.

Mosquitos
Importantíssimo é se cuidar com insetos. Mantenha a sua barraca fechada durante o dia para que pernilongos e outros animais não entrem nela. Não se esqueça de levar repelente e veneno para insetos, caso seja necessário usar. 


Lembre-se que em lugares de mata atlântica ou lugares isolados, é preciso mais cuidado, pois infelizmente ainda existem doenças que são transmitidas através de mosquitos.


Outras pessoas
Especialmente para quem vai em campings ou lugares com mais concentração de pessoas, a dica é cuidar de seus objetos pessoais, pois em todos os lugares existem pessoas mal-intencionadas. A melhor dica é: acampe onde não tenha tantas pessoas. Vá onde você possa lavar a alma. Se for para se estressar, fique na cidade fazendo hora extra no trabalho.

Emergências
Muita gente não leva em consideração pequenos acidentes, mas que podem custar muito à saúde de quem está longe da civilização, como remédios, antialérgicos e produtos de primeiros socorros, por exemplo, uma vez que na natureza corremos riscos de se cortar, ser picado por animais peçonhentos ou se machucar com espinhos. Não se esqueça também de levar o protetor solar para evitar queimaduras.

Depois de tudo organizado e checado, organize tudo novamente no local para evitar dores de cabeça e aproveite muito. Desligue-se dos problemas da vida, sintonize-se somente com a natureza e esqueça a internet. Deixe no local apenas as suas pegadas e tire apenas fotos, mas guarde muitas lembranças e volte sempre, afinal, quem acampa seus males espanta!

Nos esquecemos de alguma coisa? Nos conte sobre suas experiências aqui nos comentários. 

Não se esqueça de compartilhar este post em suas redes sociais e de curtir a nossa página: @focanafolga.


10 perrengues que só quem acampa sabe como é




Quem acampa sabe que existem muitos perrengues quando estamos longe de casa e perto da natureza, mas que isso faz parte e que no fim viram boas histórias. Já quem vai acampar pela primeira vez pode até ficar assustado com a lista abaixo, mas logo dizemos que não tem motivo para desistir da seu camping, pois, se você se preparar e se organizar, pode evitar algumas dessas coisas e repetir várias e várias vezes, pois quem acampa uma vez, acampa sempre!

Colchão
Muitas vezes não prestamos atenção na parte principal de um acampamento: na ‘cama’! Quem nunca passou pela situação de levar um colchão inflável e descobrir no meio da noite que ele está furado e acabou dormindo no chão duro? 


Muitas vezes acontece também de não medirmos o tamanho do colchão novo e ele não caber na barraca. Aí complica.

Papel higiênico
Várias vezes em um acampamento – especialmente se você faz mochilão – você pode se surpreender com duas situações envolvendo o papel higiênico: a primeira é a mais clássica: “Esqueci de trazer papel”; a segunda é quando você toma chuva durante o percurso e descobre bem na hora H ou na hora M que o papel está encharcado e não tem como usá-lo no momento. Aí vai da criatividade, mas tenha cuidado com folhas venenosas, rs. 


E falando nisso...

Defecar no mato
Se você vai acampar no mato pela primeira vez, além de não esquecer de levar o papel higiênico, você tem que escolher um local para que não deixe mau cheiro para seus ‘vizinhos’, que ninguém corra o risco de pisar na sua ‘surpresa’ e também, na hora que você ficar na posição em que Judas perdeu as botas não sentar em nenhum inseto que possa arruinar a sua folga. Tenha cuidado com a retaguarda!


Chuva demais
Se você não estiver preparado, nem precisa ser assim tanta chuva para você passar um perrengue e tanto, uma vez que a água entra por qualquer buraquinho. 


Tenha certeza de ter a barraca ideal para o tipo de terreno e clima que você vai enfrentar, pois nada é mais angustiante do que perder uma noite de sono por causa de uma chuva.


Comida rápida, porém, demorada
As queridinhas dos mochileiros com certeza são as comidas em latas: rápidas, práticas e fáceis..., contudo é preciso colocar na sua lista o famoso abridor de latas, pois este simples utensílio pode fazer uma falta danada na hora de bater um rango e seu almoço pode se tornar uma dor de cabeça.


+ Veja também: o que levar em um camping

Esquecer as coisas “não tão importantes”
Experiência própria: no meu primeiro camping, eu estava tão ansioso para ir que, quando cheguei no local, notei que esqueci a barraca. Não foi só uma vareta, um prendedor ou uma corda, foi o material todo da barraca. 


E como eu fui sozinho e era muito longe para voltar, fiz um acampamento estilo sobrevivente (com matos e madeira) e passei lá três noites. Mas valeu a pena!


Banho
Se você for a um camping, algumas vezes vai encontrar banho quente e chuveiros funcionando, mas o que muita gente não leva em consideração quando vai acampar na natureza é que lá não tem banho quente e é aí que a vida separa os “meninos dos homens”: tem aprender a tomar banho frio, de cachoeira ou de rio. Ficar fedendo não é uma opção.

Mosquitos
Importantíssimo é se cuidar com insetos. Mantenha a sua barraca fechada durante o dia para que pernilongos e outros animais não entrem nela. Não se esqueça de levar repelente e veneno para insetos, caso seja necessário usar. 


Lembre-se que em lugares de mata atlântica ou lugares isolados, é preciso mais cuidado, pois infelizmente ainda existem doenças que são transmitidas através de mosquitos.


Outras pessoas
Especialmente para quem vai em campings ou lugares com mais concentração de pessoas, a dica é cuidar de seus objetos pessoais, pois em todos os lugares existem pessoas mal-intencionadas. A melhor dica é: acampe onde não tenha tantas pessoas. Vá onde você possa lavar a alma. Se for para se estressar, fique na cidade fazendo hora extra no trabalho.

Emergências
Muita gente não leva em consideração pequenos acidentes, mas que podem custar muito à saúde de quem está longe da civilização, como remédios, antialérgicos e produtos de primeiros socorros, por exemplo, uma vez que na natureza corremos riscos de se cortar, ser picado por animais peçonhentos ou se machucar com espinhos. Não se esqueça também de levar o protetor solar para evitar queimaduras.

Depois de tudo organizado e checado, organize tudo novamente no local para evitar dores de cabeça e aproveite muito. Desligue-se dos problemas da vida, sintonize-se somente com a natureza e esqueça a internet. Deixe no local apenas as suas pegadas e tire apenas fotos, mas guarde muitas lembranças e volte sempre, afinal, quem acampa seus males espanta!

Nos esquecemos de alguma coisa? Nos conte sobre suas experiências aqui nos comentários. 

Não se esqueça de compartilhar este post em suas redes sociais e de curtir a nossa página: @focanafolga.


0 Comentários