Chernobyl: O que você precisa saber antes de visitar - Foca na Folga


Pripyat foi uma cidadezinha devastada pelo maior acidente nuclear da história do nosso planeta. Hoje, com a popularidade da serie Chernobyl, a busca por turismo na região aumentou significativamente, mas conhecer o lugar exige seguir diversas regras e respeito.

A história todo mundo já sabe:
Em 26 de abril de 1986, um teste desastroso de segurança, somado a erros humanos, criaram uma ação descontrolada que gerou uma explosão no reator 4 da usina de Chernobyl, em Pripyat, atual Ucrânia.

Na época, a extinta União Soviética tentou encobrir o desastre por dias, permitindo que a nuvem de radiação se espalhasse por diversas regiões.
A tragédia ocasionou a morte de milhares de pessoas, principalmente das que tentavam controlar o incidente, sendo este o maior acidente já causado pelo homem, além do único a atingir o nível 7 na Escala Internacional de Eventos Nucleares.

Hoje, mais de três décadas depois, a região está novamente nos holofotes devido à minissérie da HBO que carrega o inconfundível nome da antiga usina nuclear, fazendo aumentar a busca pelo turismo no local em 40%.

O que eu preciso saber antes de visitar Chernobyl?

Os pacotes com visitas guiadas para a “cidade fantasma” custam em média cem euros;

Visitas sem um guia são proibidas nos lugares chamados de zonas de exclusão;

Não é permitido a entrada de menores de 18 anos;

É expressamente proibido tocar em objetos, vegetais, pedras ou mesmo ingerir alimentos no local;


É obrigatório estar usando roupa longa e fechada, tendo ainda que passar por um detector de radiação antes de ir embora;


Bom senso: ultimamente tem se falado que devido ao aumento de turistas na região também aumentou o número de pessoas sem noção, que desrespeitam o local que foi palco da morte de milhares de pessoas.

Se você está interessado em visitar este lugar bem diferente, pode agendar a sua visita guiada através do site Chernobyl Tour Operator Assiociation (CHTOA).

Chernobyl: O que você precisa saber antes de visitar




Pripyat foi uma cidadezinha devastada pelo maior acidente nuclear da história do nosso planeta. Hoje, com a popularidade da serie Chernobyl, a busca por turismo na região aumentou significativamente, mas conhecer o lugar exige seguir diversas regras e respeito.

A história todo mundo já sabe:
Em 26 de abril de 1986, um teste desastroso de segurança, somado a erros humanos, criaram uma ação descontrolada que gerou uma explosão no reator 4 da usina de Chernobyl, em Pripyat, atual Ucrânia.

Na época, a extinta União Soviética tentou encobrir o desastre por dias, permitindo que a nuvem de radiação se espalhasse por diversas regiões.
A tragédia ocasionou a morte de milhares de pessoas, principalmente das que tentavam controlar o incidente, sendo este o maior acidente já causado pelo homem, além do único a atingir o nível 7 na Escala Internacional de Eventos Nucleares.

Hoje, mais de três décadas depois, a região está novamente nos holofotes devido à minissérie da HBO que carrega o inconfundível nome da antiga usina nuclear, fazendo aumentar a busca pelo turismo no local em 40%.

O que eu preciso saber antes de visitar Chernobyl?

Os pacotes com visitas guiadas para a “cidade fantasma” custam em média cem euros;

Visitas sem um guia são proibidas nos lugares chamados de zonas de exclusão;

Não é permitido a entrada de menores de 18 anos;

É expressamente proibido tocar em objetos, vegetais, pedras ou mesmo ingerir alimentos no local;


É obrigatório estar usando roupa longa e fechada, tendo ainda que passar por um detector de radiação antes de ir embora;


Bom senso: ultimamente tem se falado que devido ao aumento de turistas na região também aumentou o número de pessoas sem noção, que desrespeitam o local que foi palco da morte de milhares de pessoas.

Se você está interessado em visitar este lugar bem diferente, pode agendar a sua visita guiada através do site Chernobyl Tour Operator Assiociation (CHTOA).
0 Comentários