Brasileiros poderão comprar mais no exterior a partir do ano que vem - Foca na Folga

Compras feitas fora do país no valor de até 500 dólares poderão entrar por vias terrestres ou por rios sem serem taxadas. Limite atual é de US$ 300.

A partir do dia primeiro de janeiro de 2020, passa a valer a portaria Nº 601 publicada dia 14 de novembro de 2019 no Diário Oficial da União, que aumenta o limite de compras isentas de impostos de US$ 300 para US$ 500 por pessoa, para quem atravessar a fronteira do Brasil por via terrestre ou rio, permitindo a quem viajar para o Paraguai, por exemplo, trazer mais bens de consumo sem pagar tantos impostos.
O governo ainda pretende aumentar o limite de compras isentos de impostos para US$ 1.000 para quem utilizar os free shops, que são aquelas lojas localizadas dentro de aeroportos. Atualmente o limite isento é de US$ 500.

Entre os itens mais desejados pelos brasileiros estão os relógios inteligentes, smartphones, drones e eletrônicos em geral.

Além do novo limite para os free shops (ou duty free shops), também há o limite para compras no exterior, que atualmente é de quase US$ 500, ou seja, quem viajar para o exterior de avião poderá somar os dois limites, totalizando US$ 1.500.

Para quem pretende visitar as Cataratas do Iguaçu ou a Argentina no próximo ano, pode começar a se planejar também para adquirir algum produto no Paraguai com um preço bem mais reduzido do que aqui em nosso país.
Os produtos que passarem do valor da cota permitida podem ser tributados pela Receita Federal.
Tags: limite de compras, paraguai, 2019, 2020, cota, idade minima, receita federal, pela internet, europa, por pessoa,  free shop, o que é

Brasileiros poderão comprar mais no exterior a partir do ano que vem



Compras feitas fora do país no valor de até 500 dólares poderão entrar por vias terrestres ou por rios sem serem taxadas. Limite atual é de US$ 300.

A partir do dia primeiro de janeiro de 2020, passa a valer a portaria Nº 601 publicada dia 14 de novembro de 2019 no Diário Oficial da União, que aumenta o limite de compras isentas de impostos de US$ 300 para US$ 500 por pessoa, para quem atravessar a fronteira do Brasil por via terrestre ou rio, permitindo a quem viajar para o Paraguai, por exemplo, trazer mais bens de consumo sem pagar tantos impostos.
O governo ainda pretende aumentar o limite de compras isentos de impostos para US$ 1.000 para quem utilizar os free shops, que são aquelas lojas localizadas dentro de aeroportos. Atualmente o limite isento é de US$ 500.

Entre os itens mais desejados pelos brasileiros estão os relógios inteligentes, smartphones, drones e eletrônicos em geral.

Além do novo limite para os free shops (ou duty free shops), também há o limite para compras no exterior, que atualmente é de quase US$ 500, ou seja, quem viajar para o exterior de avião poderá somar os dois limites, totalizando US$ 1.500.

Para quem pretende visitar as Cataratas do Iguaçu ou a Argentina no próximo ano, pode começar a se planejar também para adquirir algum produto no Paraguai com um preço bem mais reduzido do que aqui em nosso país.
Os produtos que passarem do valor da cota permitida podem ser tributados pela Receita Federal.
Tags: limite de compras, paraguai, 2019, 2020, cota, idade minima, receita federal, pela internet, europa, por pessoa,  free shop, o que é
0 Comentários